NÓS PODEMOS SER LIVRES

Esperança-nas-expectativas-Portal-6

Durante a nossa vida toda, desde o nosso nascimento, ou até mesmo da nossa concepção, somos bombardeadas com uma série de expectativas sobre o que seremos, conquistaremos, nos tornaremos.

Essas expectativas giram em torno de sermos bem sucedidas, bem vestidas, bem casadas, sobre conquistas materiais, ou até mesmo sobre sermos felizes e realizadas. As pessoas que mais nos amam esperam que sejamos contentes e satisfeitas com a vida que levamos. Mas sabemos que nem sempre é assim que as coisas acontecem.

A sociedade o tempo todo nos dita regras, fala o que é o correto e aceitável. Somos educadas e condicionadas a acreditar que a vida deve ser seguida dentro de um padrão, com o qual nem sempre nos identificamos mas, em tese, temos que seguir cegamente. Não são dadas as opções, as escolhas não são feitas conscientemente, e vamos todos seguindo o fluxo sem sequer questionarmos sobre o motivo de tudo ser dessa forma.

Nunca me disseram que eu tinha a possibilidade de ser cis ou trans, que eu podia ficar com meninos e também com meninas, que sororidade devia ser praticada, que uma mulher não pode ser rotulada pela quantidade de pessoas com quem ela transa em uma noite, que o machismo destrói mulheres física e psicologicamente, que um núcleo familiar pode ser formado de diversas formas, não somente de um homem e uma mulher com seus filhos.

A vida não vem com manual de instruções. A gente vai vivendo, desconstruindo conceitos e escolhendo a forma que serve pra gente. Não é fácil ser mulher e ser completamente satisfeita com o corpo quando a mídia, em geral, está o tempo todo ditando padrões a serem seguidos. A gente tem que aprender até a se amar. Tem coisa mais básica que isso?

Chegamos nesse mundo e vamos sendo moldadas, acredito que nosso objetivo seja sair desse molde imposto. É entender que como seres livres a gente pode levar a vida da forma que nos for conveniente, desde que não afete a liberdade das outras pessoas. Não existe certo e errado dentro desse limite, você pode ser tudo.

Não tem motivo pra se sentir frustrada por não corresponder às expectativas de quem quer que seja, não é pra satisfazer expectativas que estamos aqui. Não precisamos ser felizes, legais e divertidas o tempo todo, não precisamos ter sucesso e fama, não precisamos casar e ter filhos. A gente não tem que nada, mas a gente pode tudo.

Podemos fazer nossas escolhas e ser responsáveis por elas sem nos sentirmos culpadas. Acredito que quanto mais nos conhecemos mais fácil se torna saber com clareza o que é que a gente quer da nossa vida, e parar de seguir o socialmente determinado. Quando a gente sabe que tá levando a vida da forma que a gente escolheu tudo fica mais leve e fácil. O fardo de corresponder a diversas expectativas é pesado demais pra se carregar.

O autoconhecimento é essencial para que esse processo seja possível, entramos em contato com nós mesmas e daí surge uma quantidade de possibilidades que não imaginávamos existir. Aprendemos a nos amar numa quantidade que esse amor transborda pro próximo, nos sentimos inteiras. Passamos a conviver com mulheres incríveis e ver elas como parte de nós, não nossas adversárias.

A gente vai se conhecendo, e conhecendo o próximo, e esse contato não acaba mais. A sororidade surge naturalmente, as escolhas não são mais tão difíceis, a insegurança dá lugar a confiança e esse processo só tende a se expandir, e se tornar natural e fluido. Imagina só todos os seres completamente livres…

Carolina Sáber

SER FELIZ É UMA ESCOLHA?

 

girassol

Eu acredito que temos o poder de escolher a vida que queremos.

Escolhemos viver bem quando enxergamos o que há de melhor em cada situação, quando aproveitamos cada momento com o máximo de presença, independente de onde estamos ou do que estamos fazendo.

Sempre que desejamos estar em outro lugar, fazendo outra coisa, vivendo outra vida, estamos perdendo tempo e energia. Estamos vivendo em negação. Estamos escolhendo ser infelizes.

Nem sempre compreendemos os porquês da nossa existência, mas apesar disso podemos acolher o que chega, aceitar a vida como a vida é e aprender as lições que ela nos apresenta.

Então, não lute contra o que é. Descubra qual é o sentido dessa experiência, aprenda bem a lição e siga em frente.

Quando a gente para de resistir e simplesmente aceita, a vida fica muito mais simples, mais leve, mais alegre.

Pense nas flores: elas não resistem ao crescimento e às mudanças… naturalmente buscam a luz, crescem e desabrocham perfeitamente.

Nós podemos fazer o mesmo.

Permitir que vida flua através de nós sem querer controlar os acontecimentos é viver como a natureza.

Entregue a sua vida ao poder maior que te guia. Confie que tudo é perfeito como é. Aceite amorosamente tudo o que vier, porque é o que você precisa. Agradeça a possibilidade de aprender sempre com o que chega.

Entrego. Confio. Aceito. Agradeço.

Com amor,

Marília Lopes

 

 

ORAÇÃO HO’OPONOPONO ORIGINAL

candles-492171_960_720
 Essa é a oração original do Ho’oponono. Foi escrita por Morrnah Namalaku Simeona, sacerdotisa havaiana responsável por difundir essa técnica ancestral de cura  

 

Divino Criador, Pai, Mãe, filho – todos em um

Se eu, minha família, os meus parentes e antepassados ofendemos Sua família, seus parentes e antepassados em pensamentos, palavras, ações e realizações, desde o início de nossa criação até o momento presente, nós pedimos o Seu perdão.

Deixe que isto se limpe, purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas. Transmute essas energias indesejáveis em pura LUZ. E assim é! Está feito!

Para limpar o meu subconsciente de toda a carga emocional armazenada nele, digo uma e outra vez durante o meu dia as palavras-chave do Ho’oponopono:

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Declaro-me em paz com todas as pessoas da Terra e com quem tenho dívidas pendentes. Por esse instante e em seu tempo, por tudo o que não me agrada de minha vida presente

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Eu libero todos aqueles de quem eu acredito estar recebendo danos e maus tratos, porque simplesmente me devolvem o que eu fiz a eles antes, em alguma vida passada

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Ainda que me seja difícil perdoar alguém, sou eu quem pede perdão a esse alguém agora, por este instante, em todo o tempo, por tudo o que não me agrada em minha vida presente

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Por este espaço sagrado que habito dia-a-dia e com o qual não me sinto confortável

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Pelas difíceis relações das quais guardo somente lembranças ruins

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Por tudo o que não me agrada na minha vida presente, na minha vida passada, no meu trabalho e o que está ao meu redor, Divindade, limpa em mim o que está contriuindo com minha escassez

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Se meu corpo físico experimenta ansiedade, preocupação, culpa, medo, tristeza, dor, pronuncio e penso: Minhas memórias, eu te amo! Estou agradecido pela oportuidade de libertar vocês e a mim

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Neste momento, afirmo que TE AMO. Penso na minha saúde emocional e na de todos os meus seres amados… TE AMO

Para minhas necessidades e para aprender a esperar sem ansiedade, sem medo, reconheço as minhas memórias aqui neste momento

EU SINTO MUITO, ME PERDOE, EU TE AMO, SOU GRATA

Minha contribuição para a cura da Terra:

Amada Mãe Terra, que é quem Eu Sou

Se eu, a minha família, os meus parentes e antepassados te maltratamos com pensamentos, palavras, fatos e ações desde o inicio de nossa criação até o presente, eu peço o Teu perdão deixa que isso se limpe e purifique, libere e corte todas as memórias, bloqueios, energias e vibrações negativas, transmute estas energias indesejáveis em pura LUZ. Assim é!

Para concluir, digo que esta oração é minha porta, minha contribuição a tua saúde emocional, que é a mesma minha,  então, esteja bem. E na medida em que você vai se curando eu te digo que

Eu SINTO MUITO pelas memórias de dor que compartilho com você.

Te peço PERDÃO por unir meu caminho ao seu para a cura.

Te AGRADEÇO por estar aqui para mim…

E Te AMO por ser quem você é!

 

Com amor,

Marilia Lopes

LOBA NA COZINHA: BOLO INTEGRAL DE BANANA

Receitinha fácil de fazer, bolo super gostoso e saudável

bolo-integral

Domingo de chuva pede bolo. Hoje saiu por aqui um integral de banana. Aprovadíssimo!!!!

Essa receita tem alguns ingredientes que merecem destaque pelos seus diversos benefícios à saúde!

A aveia, rica em fibras, é um item obrigatório de quem pretende conservar os níveis de açúcar no sangue sob controle. O cereal ajuda a evitar a sobrecarga de glicose e de insulina, hormônio que leva os compostos açucarados para dentro das células. As fibras permitem que a glicose seja absorvida de maneira lenta e gradual, o que, por sua vez, regulariza a liberação de insulina.

aveia-ajuda-a-emagrecer

A banana auxilia no funcionamento do intestino, combate a depressão (por conter triptofano, magnésio e vitaminas do complexo B). Não podemos nos esquecer que essa fruta também é rica em potássio, sendo um ótimo alimento para esportistas pois evita as tão doloridas cãibras!

usos-da-banana-500x334

canela é uma especiaria com diversos benefícios e entre eles se destaca seu poder termogênico, que acelera o metabolismo e ajuda no processo de emagrecimento. Além disso, assim como a aveia, também controla os níveis de açúcar no sangue, ajuda a baixar o colesterol ruim (LDL) e o triglicérides.

canela

Em resumo, esse bolo é poderoso no quesito saúde!

       INGREDIENTES

  • 4 ovos inteiros
  • 6 bananas nanica cortadas em rodelas
  • 1/2 xícara de chá de óleo de milho
  • 1/2 xícara de leite desnatado
  • 1 xícara de chá de farinha de trigo integral
  • 1 xícara de chá de aveia
  • 2 xícaras de chá, não muito cheias, de açúcar mascavo.
  • canela para salpicar
  • 1 colher de sopa de fermento em pó

      MODO DE FAZER

  1. Bata todos os ingredientes no liquidificador com apenas 1 banana, coloque em forma untada com óleo e farinha
  2. Ponha as rodelas das demais banana sobre essa massa e salpique com canela
  3. Assar em forno pré-aquecido, a 180° por aproximadamente 50 minutos

      DICAS:

  • Eu faço com banana prata e também dá super certo, o importante é que elas estejam maduras.
  • Você pode incluir uva passas, nozes ou outras castanhas.
  • Pode susbstituir o óleo de milho por óleo de côco.

Bom apetite!!!!!!!

Com amor,

Marilia Lopes

UMA FLOR E MUITO AMOR

presente

Essa flor linda, amarilis, foi um presente de aniversário.

Um presente de alguém muito especial. Alguém que, ao longo dos anos, vem aprendendo a me olhar, a me aceitar, a me amar.

Quem me deu essa flor escolheu conviver com a minha luz e com a minha sombra, com minhas calmarias e com minhas tempestades, com minha força e com minhas vulnerabilidades;

Quem me deu essa flor me questiona, me enfrenta, me faz encarar crenças, padrões, condicionamentos;

Quem me deu essa flor me ama sem condições, me apoia nas minhas loucuras, me ampara nos meus desalentos e é a presença mais lúcida e mais carinhosa nas minhas crises de existência;

Quem me deu essa flor mergulha constantemente num mar de emoções e sentimentos conhecido por Marilia, observa pensamentos e atitudes, testa limites, extrapola barreiras;

Quem me deu essa flor é a presença amorosa da mãe que acolhe e o pulso firme do pai que detém;

Quem me deu essa flor me guia pelos caminhos do amor próprio, do autocuidado e da autorresponsabilidade;

Quem me deu essa flor é o estímulo para viver intensamente cada momento, é a lembrança de agradecer pelo que a vida traz, é o contentamento e a alegria;

Quem meu deu essa flor me ensina que felicidade é uma escolha,  que estar aqui, compartilhando desse projeto chamado vida, é uma dádiva divina e que se amar não é egoísmo, é necessidade.

Quem me deu essa flor fui EU.

Já faz algum tempo que me tornei a pessoa mais importante da minha vida e que tenho experimentado me amar antes de amar o outro, me cuidar antes de cuidar do outro, buscar em mim o que eu preciso para transformar as minhas relações e a minha forma de estar no mundo.

Quando meu olhar se voltou para mim, eu entendi o significado das palavras de Jesus: “ama o teu próximo COMO a si mesmo”.

Não há possibilidades de amar o outro sem se amar, de valorizar o outro sem se valorizar, de transformar o outro sem se transformar. Tudo começa dentro, tudo começa em nós.

A amarilis foi o presente que eu me ofereci para celebrar mais um ano e ela representa a beleza de uma história de amor que não tem fim.

Com amor,

Marília Lopes

VÍDEO: AS BENZEDEIRAS DE MINAS | Co.madre

benzedeira2

Fé. O documentário AS BENZEDEIRAS DE MINAS fala de fé. Fé na oração de mulheres simples, que rezam pedindo a Deus a cura de todos os males.

O  vídeo de 25 minutos faz parte do Co.madre, um acervo audiovisual sobre mulheres, que valoriza os conhecimentos, a memória, a ancestralidade, a identidade, o envolvimento comunitário e a cultura.

A construção desse acervo busca evidenciar a força das mulheres na história de seus povos, contribuindo para a redução de diversas formas de opressão, discriminação e preconceitos que atingem mulheres ibero-americanas.

Co.madre nasceu de uma parceria entre o Coletivo Etinerâncias, nove colaborador@s de países da Iberoamérica e mulheres da comunidade de San Basílio de Palenque, durante o III LabiCco – Laboratório Ibero-Americano de Inovação Cidadã, em Cartagena (Colômbia), de 9 a 23 de outubro de 2016.

Eu cresci acreditando na força da oração, no poder das palavras e das intenções. Na minha família, o benzimento é tradição. Benzia-se contra quebranto, benzia-se criança desconfiada, cortava-se o medo de andar.

O documentário me lembrou das muitas benzedeiras que já visitei. Senti o cheiro da arruda, o gosto da cinza na água, o sopro das orações sussurradas e o medo das mãos enrugadas a desenhar o sinal da cruz.

Vale a pena assistir este e os outros documentários disponíveis na plataforma.

E você, já se benzeu? Já recorreu a alguma benzedeira? Compartilhe sua experiência conosco aí nos comentários, ou simplesmente cite o nome das mulheres rezadeiras, curandeiras que você conhece.

Com amor,

Marilia Lopes

 

 

CASADA E FELIZ, POR QUE NÃO?

 

felicidade_maos_dadas

Sou casada há 21 anos. O “status” casada não faz de mim uma mulher submissa, frustrada ou infeliz. Muito pelo contrário.

Não fui criada para ser princesa. Não brinquei só de boneca ou de casinha na minha infância. Convivi com três irmãos que, apesar de mais novos, me ensinaram muito sobre o universo masculino. Vivia brincando na rua de pé no chão e usava cabelo joãozinho – com sete filhos, praticidade era a palavra de ordem da minha casa.

Eu fui criada para ser uma pessoa digna, pra respeitar o próximo, não fazer pro outro o que não quero que façam pra mim, para correr atrás dos meus sonhos, pra resolver meus problemas sozinha,  dar conta de mim. Sempre fui estimulada a ser independente. O ambiente em que cresci somado à minha personalidade fez de mim a mulher que eu sou.

Comecei a trabalhar quando tinha 13 anos para ajudar nas despesas da minha família, que eram enormes. Nunca fiquei sentada esperando a sorte chegar. Corri atrás do que eu queria desde muito cedo.

E o fato de ser uma mulher forte, autoresponsável, proativa não me impediu de casar e ser feliz assim, dividindo a minha vida com alguém.

Não vivo para limpar a casa, lavar pratos ou dedicar 100% do meu tempo aos meus filhos. Mas adoro cozinhar e ter minha família reunida em volta da mesa. Gosto da minha casa limpa e não vejo nenhum problema e dar uma boa faxina quando necessário. Não faço isso sempre, tenho o privilégio de ter alguém pra me ajudar, mas sei fazer e não me sinto diminuída por isso.

Ser casada não define quem eu sou

Ser casada não faz de mim uma mulher chata, que vive em função do marido, não me faz esperar que ele a abra porta do carro ou puxe a cadeira, apesar de não ver nenhum problema nessas gentilezas.

Sei pregar botão e sei indicar costureiras incríveis. Sei fazer o melhor almoço de domingo e posso dividir a conta do restaurante impecável.

Aprendi  muito cedo a cuidar do espaço que ocupo. Sei cuidar de mim, da minha casa. Gosto de cuidar da minha família e de ser cuidada por eles.  Mas meu repertório não se resume a marido, filhos e casa. Sei falar de política, arte, filosofia, vinhos e viagens.

Nunca sonhei com anel ou vestido branco e não espero presentes do meu marido (na verdade já faz tempo que não espero nada de ninguém), mas não me importo nem um pouco em ser presenteada, lembrada, reconhecida e amada.

Não fui criada para casar. Fui criada para ser feliz. Mas, casei. E isso não faz de mim uma mulher que se encaixa no conceito “bela, recatada e do lar”. Considero cruel esse estigma, criado pela indústria de entretenimento, que faz das mulheres casadas vilãs, chatas e frustradas e das solteiras e das amantes as mocinhas descoladas e gente boa.

Vamos combinar que cuidar ou não da casa, saber ou não cozinhar, sonhar ou não com o casamento dos contos de fada é completamente indiferente quando se trata de amor. Isso tem muito mais a ver com grana. A independência que isso tudo representa é a financeira, não a afetiva.

Essa conversa sobre como a mulher DEVE SER tornou-se muito cansativa.

Essa classificação de mulheres: casada, solteira, feminina, feminista está muito chata. O que importa se sou casada, solteira, se gosto de homens ou de mulheres, se me intitulo feminista ou não?

Vamos olhar além disso tudo, vamos pensar fora da caixinha, vamos abrir mão dos rótulos?

Sou mulher. Faço minhas escolhas e respondo por elas. Ponto final.

E você, é feliz com as escolhas que fez?

Com amor,

Marília Lopes

ANTEPASTO DE BERINJELA SUPER FÁCIL

antepasto

 

Estou preparando meu famoso antepasto de berinjela, pra receber uns amigos muito queridos no final de semana, e resolvi compartilhar a receita com vocês.

Essa receita é um sucesso e muuuuito fácil de fazer. Nas reuniões da minha família, a berinjela da tia Ma já é tradição.

É uma ótima opção de entrada, acompanha bem qualquer pão ou salada.

Anote aí os ingredientes:

  • 4 berinjelas grandes
  • 1 pimentão vermelho
  • 1 pimentão amarelo
  • 150 gramas de azeitona preta
  • 100 gramas de uva passas
  • 2 cebolas (usei a roxa só porque já tinha em casa)
  • sal e pimenta do reino a gosto
  • molho de pimenta a gosto
  • orégano a gosto
  • 1 1/2 xícara (chá) de azeite (na receita original, era um copo de óleo e 1/2 de azeite, eu prefiro usar só o azeite. Outra opção é usar o azeite composto)
  • 3/4 xícara (chá) de vinagre de vinho tinto

Corte todos os ingredientes e coloque em uma assadeira grande, junto com temperos. Fica lindo, cheio de cores.

berinjela1

Cubra com papel alumínio e leve ao forno médio por 1 hora.

Retire o papel alumínio, mexa e mantenha no forno por mais uma hora, na mesma temperatura.

berinjela2

berinjela3

Aí é só esperar esfriar, morrer com o cheiro que invade a casa inteira e se deliciar.

E o melhor de tudo é que a berinjela traz muitos benefícios pra nossa saúde. Confirmei todos eles com o nutricionista Allan Silvério (Programas Allanutri). Confira:

Principais nutrientes da berinjela

Rica em antioxidantes: a berinjela apresenta uma boa atividade antioxidante pela presença do ácido clorogênico, cafeíco e flavonóides que atuam combatendo o envelhecimento celular e protegendo a oxidação das gorduras nas membranas celulares.

Benefícios para o coração: devido à presença de fibras solúveis e antioxidantes, existe um controle do colesterol e consequentemente uma melhora do fluxo sanguíneo, prevenindo também o estresse oxidativo.

Perda de peso: 1 xícara de berinjela apresenta em torno de 8% de fibra dietética, sendo uma excelente fonte de fibras, o que por sua vez auxilia na perda de peso e redução do colesterol. Além disso, esse fruto tem a vantagem de conter poucas calorias.

Rica em vitaminas do complexo B: a berinjela é rica em vitaminas B1, B2 e B6 que são essenciais para o funcionamento adequado do sistema nervoso central, para produção de energia, equilíbrio hormonal e função hepática.

Fonte de cálcio, magnésio e potássio: esses minerais são essenciais para o adequado funcionamento do organismo atuando na construção, manutenção dos ossos e melhora da contração muscular.

Pele saudável: a vitamina C, presente na berinjela, é um dos nutrientes que ajudam a manter a pele saudável, macia e hidratada, tendo também função antioxidante. Há outros antioxidantes na berinjela, como a antocianina. Todos eles ajudam a combater o excesso dos radicais livres no organismo, que podem causar envelhecimento precoce e rugas.

Prevenção de diversos tipos de cânceres: a casca da berinjela apresenta um potente antioxidante chamado Nasunin, que atua no organismo estimulando a formação de novos vasos e a melhora do suprimento sanguíneo, o que por sua vez contribui para prevenção de diversos tipos de cânceres.

Segundo Allan, as fibras contidas na berinjela, assim como outras fibras, são ativadas através da ingestão de água durante o dia. Para adultos um padrão de 2 litros, ok?

Espero que gostem!

Com amor,

Marília Lopes

 

 

 

EU VEJO VOCÊ

Tibet's exiled spiritual leader the Dalai Lama greets the audience as he arrives at a talk titled "Beyond Religion: Ethics, Values and Wellbeing" in Boston, Massachusetts October 14, 2012. REUTERS/Jessica Rinaldi (UNITED STATES - Tags: RELIGION SOCIETY) - RTR3956W

Conta-se que certa vez perguntaram a sua santidade o Dalai-Lama como ele conseguia se comunicar da mesma forma com interlocutores de diferentes posições sociais. E ele respondeu: quando estou diante de alguém, seja quem for, sempre penso que sou apenas um ser humano falando com outro ser humano.

Parece simples. Somos todos seres humanos, temos a mesma estrutura física, biológica, mental e emocional mas, apesar disso, nos sentimos tão diferentes. Às vezes melhores, às vezes piores, mas raramente iguais.

Se, como o Dalai-Lama, nós pudéssemos olhar com o coração, sentiríamos essa igualdade, mas fomos treinados a olhar o mundo com a mente. E a mente julga o tempo todo, critica, classifica. É o nosso modo automático de viver.

Enxergamos o status social, a orientação sexual, a opção religiosa, a cor da pele, a ideologia política, o estilo do cabelo ou da roupa. Paramos nosso olhar na superfície do outro, na sua imagem.

Se damos ênfase a características específicas de cada um, ficamos congelados nas diferenças, mas se conseguimos ir além, fatalmente nos encontramos com a humanidade de cada ser. Nos reconhecemos no outro.

Afinal, nós compartilhamos muito mais que o mesmo planeta, nós dividimos as mesmas emoções, os mesmos desejos e, quiçá, as mesmas histórias. Na essência, SOMOS TODOS IGUAIS.

E eu acredito que se dedicar a enxergar o que nos assemelha é o melhor caminho para estabelecer diálogos, resolver conflitos e construir relações mais saudáveis.

Quem assistiu o filme Avatar lembra que os Na’vi, povo nativo de Pandora, ao invés de dizer “eu te amo” dizia “eu vejo você”. Ver o outro é reconhecê-lo como semelhante, é ir além da superfície, é mergulhar no SER. É amar.

avatar-31-728

Quando reconhecemos o outro como igual, quando lembramos que TODOS NÓS somos movidos por emoções, memórias, crenças e padrões, fica mais fácil entender e respeitar as singularidades de cada um. Reconhecer o outro é lhe dar o direito de ser diferente.

Eu vejo você. Eu vejo tudo que há em comum entre nós. Eu vejo nossas diferenças. Eu vejo o que te move. Eu vejo a sua dor. Eu vejo o seus potenciais. Eu vejo você e aceito tudo o que eu vejo, mesmo aquilo que não me agrada, mesmo aquilo que não encaixa nos meus padrões. EU VEJO VOCÊ! 

Em tempos de tantas manifestações de ódio e intolerância, sugiro que essa frase torne-se nosso mantra. Vamos repeti-la sempre que surgir pensamentos que julgam, que criticam, que classificam e que pré conceituam o outro.

Vamos, como o Dalai-Lama, VER O SER HUMANO que existe em cada um. Não só naqueles que a gente ama, admira, mas, principalmente, naqueles que despertam em nós os piores sentimentos. Vamos nos lembrar que as motivações do outro nascem no mesmo lugar em que nascem as nossas motivações.

Sinta essa frase. Repita quantas vezes for necessário. Olhe pra qualquer pessoa e repita, mesmo que internamente, EU VEJO VOCÊ. Viva o poder que existe nessas palavras.

EU VEJO VOCÊ! EU VEJO VOCÊ! EU VEJO VOCÊ!

Com amor,

Marilia Lopes

 

 

*Imagens Google

PARA CAROLINA

 

Uma carta de intenções, uma forma de enviar para o Universo aquilo que desejo para minha filha que hoje faz 21 anos. Estas são, também, as minhas aspirações para todos os seres. 

 para-carolina

A cada aniversário seu, comemoro mais um ano como mãe.

Com você nasceu a melhor parte de mim.

Há 21 anos, quando te vi pela primeira vez, me surpreendi com a sutileza do que eu sentia. Esperava uma emoção gigantesca, o amor transbordando em mim. Não foi assim.

Nosso amor chegou de mansinho, não num rompante. Não foi amor à primeira vista.

Enquanto te carreguei dentro de mim, sentia uma doce responsabilidade pelo ser que chegava neste mundo através do meu corpo, mas ainda não era o amor que eu esperava.

Amor chegou no dia-a-dia, no toque, no olhar, no leite.

Amor chegou e cresceu, cresceu junto com você e continuou crescendo quando você já não mais crescia.

Amei o bebê, amei a criança, amei a menina e a moça, amo a mulher que você se tornou e amarei o que você vier a ser.

Toda a sua história vive na minha memória. Aqui, dentro de mim, estão todas as Carolinas que você já foi.

Hoje, pensei em muitas de formas de celebrar esses 21 anos à distância. Cismei de te dedicar palavras  acreditando no imenso poder que nelas existem e esperando que cada uma encontre abrigo em ti e se torne realidade.

Vou  usar as letras pra desenhar meus desejos, minhas intenções e minhas bênçãos para você:

Quero que conheça o AMOR de todas as formas. Amor por você, amor pelo próximo, amor pelo Divino e por todas as suas criaturas. Que você dê e receba amor sempre;

que tenha CONSCIÊNCIA de que é potencialidade pura e que tudo é possível a partir da sua vontade;

que experimente a CONEXÃO com a sua essência luminosa, com a presença divina que há em você e com a energia amorosa de seus mestres e guias espirituais, que se sinta protegida, segura e amada;

que a GRATIDÃO e CONTENTAMENTO façam parte de ti. Seja grata pelo que é, pelo que tem, por tudo que vem ou vai e saiba que nada é por acaso e há um propósito para tudo;

que viva a ALEGRIA, que é o alimento da alma.  Divirta-se, celebre, dance, brinque, encontre a criança que há em você e cuide sempre dela. Saiba rir de si mesma, saiba rir da vida e para a vida;

que faça SILÊNCIO, ouça seu coração, só ele sabe o que é bom pra você. Dê pausas. Respire. Se observe. Medite.

que você viva sem EXPECTATIVAS e sem CERTEZAS, elas abortam as surpresas da vida, nos  forçam a ver o mundo através do que já existe na memória, impedem novos olhares ;

que você sinta a energia de DEUS em tudo o que há e que aprenda com a mãe natureza a SER:

ser RIO e fluir, movimentar-se, transformar-se, não se apegar às formas.  Lembre-se que a mudança é a própria vida;

ser TERRA, terreno fértil a nutrir  ideias, sentimentos, relações. Amorosamente, acolha o novo,nutra  o que deve permanecer e aceite as mortes necessárias;

ser FLOR e oferecer ao mundo o que há de melhor em você. Aprenda com elas a não possuir, não acumular: nem coisas, nem conhecimento, nem experiências, nem dores, nem pessoas. Distribua seu talento, seu amor, seus dons;

ser ÁRVORE e respeitar suas raízes: olhe pra traz e seja grata ao que veio antes de ti, honre a sua historia, a sua família, os seus antepassados. Cresça em direção ao alto, de onde emana o poder divino que te sustenta. Permita-se ser alento aos que precisarem da sua sombra e dos seus frutos;

ser FOGO que ilumina, que aquece e que transmuta. Que você seja fonte de luz, sabedoria, calor humano. Que saiba transformar as adversidades em aprendizagens.

Por fim, quero que você se ame completamente e incondicionalmente, que viva no AQUI e no AGORA ciente das infinitas possibilidades que existem em você e que seja feliz como escolher ser.

E assim É!

Lá do fundo do meu coração,

Marília Lopes, mãe da Carolina