Os lobos saudáveis e as mulheres saudáveis têm certas características psíquicas em comum: percepção aguçada, espírito brincalhão e uma elevada capacidade para a devoção. Os lobos e as mulheres são gregários por natureza, curiosos, dotados de grande resistência e força. São profundamente intuitivos e têm grande preocupação para com seus filhotes, seu parceiro e sua matilha. Têm experiência em se adaptar a circunstâncias em constante mutação. Têm uma determinação feroz e extrema coragem.
Clarissa Pinkolas Estés, em Mulheres que correm com os lobos

Essa mulher sou eu… essa mulher é você. Nossa essência é livre e selvagem como os lobos.

Seja bem vinda à jornada em busca de “la loba” que vive em nós.

Marília Lopes

wolf-watermark-3

Las lobas nasceu da necessidade de transbordamento do que há em mim. Jornalista de formação, deixei essa carreira de lado há 21 anos para me dedicar ao casamento e à maternidade. Nesse período, além de ser feliz, cuidar do meu relacionamento e dos meus dois filhos, superei muitos desafios, vivi momentos de dúvida e de dor, me vi portadora de uma doença auto-imune, me tornei instrutora de yoga, reikiana e grande estudiosa do assunto mais importante da minha vida: eu mesma. Há alguns anos dedico a me conhecer, a trilhar caminhos que me levem de volta pra casa e a despertar a mulher selvagem, la loba, que existe em mim.

E aqui, nesse espaço, vou dividir com vocês tudo que aprendi nesse caminhar…

Las lobas é uma referência à expressão usada por Clarissa Pinkola Estés em seu livro Mulheres que correm com os lobos. La loba é a guardiã da alma, é a memória arquivada das intenções femininas, é a essência da mulher selvagem que nos habita.

Se eu já encontrei la loba? Estou seguindo algumas pistas e convido vocês a se aventurarem comigo… vamos nos embrenhar nessa mata fechada por tantas crenças limitantes e nos encontrar ao redor da fogueira, pra contar histórias e nos lembrar de quem somos… mulheres, livres e conscientes.

Eu sou Marília Lopes, mineira de Borda da Mata, casada há 21 anos, mãe da Carolina e do João Victor – que já deixaram o ninho e vivem suas vidas de universitários longe de casa. Sagitariana otimista, acredito no poder do amor, na força da gratidão, confio que tudo é perfeito como está e que o aqui e o agora é só o que existe.

Com a saída dos filhotes de casa, tenho me dedicado a encontrar a mulher que existe além da mãe. E já descobri algumas novas paixões: longas caminhadas, corrida de rua, passeios de bicicleta, música francesa, fotografia… resgatar a jornalista adormecida e voltar a escrever faz parte deste processo de reencontro com a minha essência.

Obrigada por sua visita. Aqui no Las Lobas, tudo é feito com muito carinho e dedicação! Apareça sempre!!! Vamos trocar muitas experiências, inspirações e boas ideias!

Se quiser falar comigo, mandar sugestões de pautas ou tirar dúvidas entre em contato!